Júlia Dalfré, 17 anos, libriana.
Background Illustrations provided by: http://edison.rutgers.edu/

Sorrir de novo

Sabe aquele frio na barriga, aquele arrepio gostoso que a gente sente ao ver uma pessoa? Sinceramente achei que depois de tudo nunca mais saberia o que é isso. Mais então, me enganei.Nem me lembrava o quanto era bom isso, sorrir espontaneamente, ficar sem saber o que falar ou acabar falando demais.Em algum momento da vida nos sentimos só, alguns gostam de se sentir “livres”, mas não é bem assim. Afinal, quem não gosta de saber que tem alguém além da sua família preocupado com você, querendo saber como você esta, dizendo que você fez falta, ou que esta com saudades sua.Então, então você veio.. E quando te vi, vi bondade, sabedoria no olhar, sabe sorrir e me faz sorrir, sabe confortar e agradar quem está ao seu redor.Coisas que em tão pouco tempo reparei, é encantador.Se toda vez que te vejo vem aquele frio na barriga e surge aquele sorriso sincero, quero me sentir assim sempre que puder! Deus nos colocou no mesmo caminho, acho que não foi por acaso. Então vem! Vem e me faz sorrir, me conforta, me abraça, me agrada e me beija.Fica aqui comigo, pelo menos um pouquinho… ou até mais.